quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Estórias em Maputo (16)

O mercado do second hand, vulgo dumba-nengue, é um local no qual se pode encontrar de tudo um pouco. No âmbito dos elementos que compõe um guarda-fatos e respectivos acessórios (roupas, sapatos, bolsas femininas, cintos, chapéus e até roupa interior) no dumba encontram-se e de marcas renomadas.

Ora, posto que muitos utentes do dumba já se deram conta que lá se pode encontrar produtos genuínos (afinal são produtos de segunda mão, alguns deles em estado quase novo), sobretudo sapatilhas, os vendedores, que não perdem nenhuma oportunidade, aumentaram drásticamente os preços. Os pobres pobres, já nem lá se podem abastecer !

Tendo em conta que esses produtos granjeam elevada estima e consideração, pela originalidade e, claro, por razões financeiras, os «stands» do Jardim dos Madgermanes e do Compone são muito mais procurados que as lojas dos manos niger’s que vendem, em princípio, produtos na box.

Mas, nos últimos tempos, os vendedores do dumba, que de nada tem de parvos, sabendo que os seus produtos conseguem ser mais caros do que os produtos dos niger’s, recentemente optaram por não se abastecer de fardos, que rondam quase os dez mil pacotes, a favor dos produtos piratados vendidos pelos manos niger’s ! Aguentam ?

2 comentários:

Jorge Saiete disse...

Grande verdade XIM, o dumbanengue deixou de ser local de quem apenas confia no pé, há que confiar no bolso também. Há muito que deixei de frequentar o Compound (Coponi?) para comprar sapatos para mim e para os meus. Os preços são proibitivos e os nossos salvadores seriam os Chineses mas não ajudam aos altos. Parece que só pensam em baixinhos, como eles. A maioria das camisas que eles vendem, ficam Kai-kai para muitos altos como eu.

オテモヤン disse...

オナニー
逆援助
SEX
フェラチオ
ソープ
逆援助
出張ホスト
手コキ
おっぱい
フェラチオ
中出し
セックス
デリヘル
包茎
逆援
性欲