quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Férias dentro de casa

Do nada, a sexta-feira foi "instituida" dia do homem. Dia esse em que os homens se dão a liberdade de sair do trabalho directamente para o txiling sem, sequer, uma passagem por casa, para um banho, mudança de roupa e satisfação a familia. Uns, os desportistas e verdadeiros adeptos da essência do dia do homem, aproveitam e bem para pegarem algumas de gargalo longo pelo pescoço, petiscam e cavaqueiam com amigos.

Outros, rabos de saia por excelência, e que não aguentam manter, fora de casa, o ziper fechado juntam o útil ao agradável: vão ao campeonato das loirinhas, acrescentam a isso o balançar do esqueleto numa discoteca qualquer ou ao som altissimo dos carros e depois partem para momentos de pura perdição com as garinas da banda esquecendo, algumas vezes, da importância da camisinha.

Ter um dia só de homem, é um direito, e deve também existir um dia só da mulher! Depois de uma cansativa e stressante semana laboral, aliada aos biscatos e tricatos infindáveis para facturar mais algum, uns copos, papo com os brothers, música do carro ou do bar, são uma forma de alivio e descompressão se se pensar que ao fim-de-semana o tempo será inteiramente dedicado a familia.

Mas a coisa tornou-se tão banal que muitas esposas e companheiras, desses homens, já nem sequer se preocupam com isso, até agradecem pois tem um tempinho só para si para a novela, sem o pressing do jantar, da roupa do dia seguinte, etc. Por outro lado, como a ocasião faz o ladrão, verdade seja dita, há mulheres que se aproveitam da ocasião para tirarem também uma lasquinha. Se há igualdade de direitos, também estão no seu direito, não é?

As marujas de primeira viagem, essas, com medo de perder o carapau, esforçam-se em mudar o cenário, tentando participar activamente nos meetings masculinos, mas, acabam duma ou de outra forma levando um KO, de tantas tampas, e entram no circulo vicioso das mulheres conformadas e relaxadas ou das inconformadas e das txiladoras que pagam pela mesma moeda.

Mas, ultimamente, parece que esta prática já não é suficiente para contentar os machões moçambicanos: agora inventaram as viagens dentro de casa. O que será isso? São viagens, geralmente de trabalho ou de negócio, inventadas pelos homens, para se instalarem confortavelmente durante um tempo nas Casas 2 sem para tal terem que dar satisfações a Casa 1.

Ou seja, os homens tiram dias de férias ou até continuam a ir ao trabalho, mas não retornam a casa no final do dia laboral! As artimanhas são tantas que até as costumeiras e poupadas ajudas de custo, que tanto ajudam nos projectos da familia, passam a não ser canalizados por aqueles "exploradores que nos matam de tanto trabalhar sem pagar nada", assim justificam.

Como se não bastasse, ainda retornam a casa com roupa suja como se os "habituais hóteis", de outros tempos, em que se hospedam a trabalho não mais lavassem roupa. Player com estatuto? Tenham dó!

25 comentários:

Jácome D`Alva disse...

Ximbi,
tem graça e oportunidade este teu post. Aparte a reconhecida desigualdade de tratamento entre machos e femeas acasalados tenho uma versão destas noites um tanto ou quanto diferente da tua.
No entanto como sei que gostas de ir ao fundo das questões proponho-te que ouças (peças testemunhos) do lado dos maus da história. É que essa coisa das sextas tem uma outra face que ainda não está contada.
Conheces aquele pequeno diálogo em que o fulano todo perfumado e aprumado sai de casa á noite e a uma pergunta do pai de "para onde vais a esta hora?" responde entusiamado "KOTA, VOU PARA A FESTA!!". Na madrugada seguinte ao regressar amarrotado e sujo e á inevitável pergunta paternal "de onde vens a esta hora?" responde amargurado. "pai,... venho da festa...."

Jorge Saiete disse...

hehehe Xim, uhi gungulile.
Eu já tinha ouvido falar dessas férias mas pensei que fosse falsidades. Agora amiga, diga uma coisa. o que mais te preocupa, a ausencia dele ou o facto de não trazer para casa parte das ajudas de custo? abraço

X!mb!t@nE disse...

Boa proposta, Jacome! Mas nao sei se "eles" vao colaborar pois estarao a carimbar claramente que sao "players com estatuto", mas ainda assim vou fazer um ensaio e ja estou a começar: Jacome, porque a 6a feira é dia do homem? Envie resposta para o meu email, as fontes serao salvaguardadas

X!mb!t@nE disse...

Nao sao falsidade nao, caro Saiete. Pessoalmente, nem um nem outro aspecto me preocupa. Mas, amigo, mentira tem pernas que se encurtam, ainda que mesmo esta ja pareça verdade.

O chato nessa historia, é que as viagens depois correm mal, nem sequer o seguro de trabalho pode ser cobrado e como se nao bastasse, as mulheres rapam o cabelo e vestem luto! Essa é uma das faces duras dessas idilicas férias.

Agora, indo ao cerne da questao, Saiete, porque a 6a feira é dia do homem? Envie resposta para o meu email, as fontes serao salvaguardadas

Nyabetse, Tatinguwaku disse...

Yaaaa, vapapayi! Hlamulani!

Jorge Saiete disse...

hehehe, que pergunta dficil Xim, mas prometo enviar-te um mail assim que tiver consultado algumas fontes primarias...

X!mb!t@nE disse...

Nao é, prima dona?

X!mb!t@nE disse...

Conta outra, Saiete!

Júlio S. disse...

Va mamany, Hody.

Eu saio as 6ªs, junto me a uma malta, torcemos alguns gargalos cumpridos, escutamos música pelo carro e... sem olhar para o lado volto para casa. Há algum mal nisto?

Perguntam porque é que sexta feira é dia do homem? Também não sei. Em tempos imemoriais assim se convencionou. Eu fui apanhado nisto e zás... toca a sair. Melhor ainda que é sexta, já que não há trabalho (normalmente aos sábados).

Xim, vou viajar em serviço na terça feira. Que a minha esposa não veja este post sob o risco de torcer o nariz.

É verdade. Existem muitos subterfúgios que AQUELES homens que tem casas 2, 3 ou 4 usam para escapar à vista da casa 1, incluindo esse das viagens de serviço.

Minha opinião é que esse da viagem, é o mais parvo de todos, porque facilmente comprovável (afinal não trabalham na clandestinidade).

Agora, porque é que as mulheres pensam sempre no NEGATIVO quando decidimos sair para beber um copito? Porque tem que sempre achar que haverá uma saia destinada ao seu marido/companheiro nessas tertúlias que fazem os lucros da CDM? porque não podes acreditar Xim ou Nyambetse se, sendo marido e mulher, te disser vou beber uma cervejinha com o Jorge? Porque achas que há de sempre estar lá uma Paula?

Mais?

Mutisse

Júlio S. disse...

Acabo de perceber de onde partiu o "ataque" às sextas... hehehehe

Mutisse,

PS: Essa mania de desconversar...

Jácome D`Alva disse...

Ximbi,
essa dos players com e sem estatuto é uma definição no minimo genial. O que mais uma vez comprova que são vcs as femeas a dar o "estatuto" aos machos.

Mas vamos ao que interessa. Por mim saio quando sinto vontade de o fazer. E essa vontade não tem dias marcados. Quando acontece sair ás sextas noto que existem na txilação muito mais mulheres que homens. E garanto-te que metade delas deixou tantos compromissos em casa quantos a maioria dos homens. A outra metade, as tais garinas da banda, nem sei como aguentam pois nos sabados retornam ás mesmas rotas frescas e lavadinhas. Mesmo que não exitissem tantas mulheres a sair ás sextas, um aspecto importante que vcs parecem ignorar mas que por ser real nunca deve ser afastado deste tipo de debate. A amizade e o tipo de relacionamento e cumplicidade que se estabelece entre machos numa roda de copos e papo furado é algo sagrado que em muitos casos compensa largamente uma discussão ás duas ou três da manhã. E nesse ritual nenhum macho respeitador quer a sua dama como companhia. (para a defender das atoardas, claro). Até porque mulher é o tema perponderante nessas rodas. O que comprova claramente que mesmo ali, macho que se preze nunca se esqueçe delas.

Vcs são importantes, minha querida...

Nyabetse, Tatinguwaku disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nini disse...

Eix..Xim, ainda não tinha ouvido sobre este truque. Quanta habilidade o homem tem de saltar a cerca!Que pouca vergonha!
Os homens arranjam sarnas para se coçarem e ainda mandam a casa 1 para apertar o cinto porque o dinheiro não é suficiente. Eix!

Ai de ti, Shir.

Júlio Mutisse disse...

Jácome D'Alva, acertaste em cheio: " A amizade e o tipo de relacionamento e cumplicidade que se estabelece entre machos numa roda de copos e papo furado é algo sagrado que em muitos casos compensa largamente uma discussão ás duas ou três da manhã."

Shir, estás avisado hehehe. Cuidado.

Estou a espera da Xim para responder às minhas perguntas tomando em grande conta esta tirada do Jacome que transcrevi aqui.

Mutisse

X!mb!t@nE disse...

Mutisse:

Questao 1. Noa ha problema nenhum, mas é perigoso que andes e nao olhes para lado nenhum: huta biwa himova (vais ser atropelado), se é que nao atropelas.

Questao 2. Tempos imemoriais? Hummm...

Questao 3.Pensar negativo nao, apenas nao ha motivos para pensar positivo, mas nem por isso ninguem é impedido de ir as tertulias, sob todos os riscos, nao é assim?

Pessoalmente nada tenho contra essas saidas até sou apologista delas, mas nao custava nada fazer um xitique: hoje vai o homem, proxima semana vai a dama, ...

X!mb!t@nE disse...

Oh, Jacome, nada disso: player com estatuto auto intitulam-se os homens que tem "aparente" sucesso nessa empreitada das casas 1, 2, 3, quintas à meio e barracas. Nao sao as mulheres!

Quanto a pertinencia das 6a do homem, eu até sou a favor que eles se divirtam, mas ainda assim preocupa-me a sensiblidade das pessoas (homens) depois de uns copos. Ainda assim, acho que nos, mulheres, tambem temos direito de uma 6a, nao é assim?

Esse aspecto que marcas de haver muita mulher e garina na rua, é prova da inconsequencia de algumas que se querem "vingar" dos machos que as abandonam nesse periodo, isto porque eu, como mae, por nada deixo os meus filhos para ir a badalaçao enquanto nao tenho com quem os deixar, que no caso deveria ser o pai.

Dai, o meu apelo, que decerto caira em ouvidos surdos, que se alterne as saidas ou entao que ajam saidas a dois ou com os dois, afinal as mulheres também tem direito. Acredito que é por essa razao que ha brigas quanto as 6a e nao cabe na cabeça de muitas que "vais a discoteca e vais dançar tarraxinha com os teus bro's"

X!mb!t@nE disse...

Pois é Nini, malabarismos e criatividade nao lhes falta! Ainda assim, acredito que o Shir nao ira por esses caminhos. Ai dele!!!

X!mb!t@nE disse...

Missao cumprida, Mutisse

SHIRANGANO disse...

Com a actual crise mundial, sem fim ainda à vista, acho que é ousadia de mais tirar férias porque na casa 2 não podes chegar de mãos a banar.
Talvez o problema aqui é o facto dos homens mentirem ,mas que precisamos de férias, isso sim precisamos. Se calhar queremos dizer que precisamos de dar férias a companheira ao lado para poder recompor-se, enquanto nos fazem massagens na casa 2, e assim voltamos para casa 1 com muito vigor( como que estivessimos de jejum de um ano ou mais). Kekekeeke – com todo respeito. Dizia o meu grande tiozinho, que quando passava dois dias fora de casa ao lado da amante, chegava à casa 1 com sentimento de culpa e isso o motivava para dar um passeio com a esposa de mãos dadas, atiçava o relacionamento deles e apreciava cada vez mais as qualidades e atributos da sua esposa. E por isso ele continua a fazer isso.

Corcordo com ele as ferias dentro de casa são importantes para manter a chama acesa, porque a 6ªfeira é para relaxar depois do trabalho.Beber um copo, ouvir musica, apreciar(so apreciar)as mulheres, Xim não imaginas a paz que isto traz para o espeirito e alma de um homem.

Olha Nini, a tactica que vou usar é mais discreta. Ja venho planeando ha anos.

X!mb!t@nE disse...

Shir, nao tenho duvidas que as ferias tragam paz ao homem e tudo o mais. Mas meu irmao, enquanto vais de ferias, pode vir alguem fazer ferias...

Jácome D`Alva disse...

Ximbi,

parece que o problema é mesmo a reciprocidade ou a falta dela. E porque a tua ameaça de o vizinho vir de férias lá para casa não me agrada nada, fica instituído que a Segunda-feira passa a ser o dia da mulher xilar...

X!mb!t@nE disse...

Risos, ah, Jacome, tem piedade!

Anónimo disse...

Querida, Ainda bem que nao estou ai a viver, acho que me dava um colapso cardiaco... nao iria mesmo aguentar. Beijinhos saudosos da Gloria

X!mb!t@nE disse...

Oh mana, disso nao duvido! Mas como o meu cunhado Zé é tranquilo, decerto que não terias motivos para um colapso. Agora nosotros...

Chacate Joaquim disse...

Ximbitane!... no lugar de ficar a ferver aí na fogueira andas a exumar vidas de quem está preocupado em dar resposta a problemas demográficos como já sustentou o músico Damásio... a mulher casada também pode o fazer se tiver a mesma razão já que somos inguais mesmo.

Num estado de direito só somos iguais se tivermos mesmas premissas comparativas. (grifo meu) por exemplo: O Homem tem direito a trabalho. mas observa que só pode ser serralheiro quem detem esse ofício não importa o género.

Mais, uma mulher heterossexual só pode satisfazer-se se haver proporcionalmente um homem e quem na Humanidade tem esse poder? parece que a ordem natular aqui está acima da social. Agora, esquecer presevativo é irresnsabilidada!

O homem é obrigado a enventar essas manobras todas porcausa do amor-próprio da mulher (se dane quem for apanhado pela escassez).


Vou adiantar com resposta da pergunda da Xim... hehehehe R: sexta feira é o dia que o homem género procura responder com as exigências da ordem natural... hehehe é com muita pena que eu não cumpro hehehe.

Nota: da mesma forma que nunca penso para agradar também não o faço para ferir. Bjs amo este sitio.