quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

A seta do Azagaia

Azagaia, rapper moçambicano é figura amada por muitos e, seguramente, odiada por outros que feridos pelas farpas, que caracterizam as suas musicas, seguramante com isso se incomodam. Ora, por ser o individuo sem papas na lingua, a integridade fisica de Azagaia é alvo de preocupação, quer por parte dos "contigentes" que o seguem como dos outros tantos que devem torcer para que lhe falte inspiração.


Ora, recentemente Azagaia esteve em concerto na terra dos nossos kambas mangolés e, como se deve prever, a sua prestação teve sucesso retumbante. Na primeira pessoa, em entrevista ao Rei dos biffs, Azagaia esteve no programa do biffeiro para falar da sua carreira e, como não podia deixar de ser, da manchete de um jornal ca da praça segundo o qual o rapper esteve(?) na lista de alvos à abater por agentes da secreta angolana.
Essa situação, como é de prever, se tivesse(?) ocorrido teria aberto um incidente diplomatico entre nos e nossos kambas, tal como quase aconteceu recentemente, com o Togo, devido ao Atentado em Cabinda, que resultou num saldo entre 2 ou 3 mortos (dados não claros), e que culminou com o abandono do Togo ao CAN a ter lugar actualmente nesse pais irmao.
Bom, segundo o proprio, apesar de ter constatado, no seu concerto, que o publico la presente teve um comportamento incaracteristico (ao apelar no refreao de suas musicas que o seu Presidente abandonasse o poder) sente que de forma nenhuma esteve a incentiva-los a faze-lo, como supostamente podera ter entendido à segurança angolana para o querer kilar (hipotese aventada pelo jornal).
Agastado com a manchete e teor da entrevista(?), que nas declarações do musico era "cultural" e que no fim retratou inverdades, o musico, ciente de que o publico do programa é marcadamente infantil (esquecendo-se ou ignorando os adolescentes, jovens, adultos e idosos) mais não fez do que apelar à não aquisição do polémico jornal como também mostrou um punjante manguito, ao vivo e a cores, dirigido ao tal jornal(?).

15 comentários:

Chacate Joaquim disse...

Sim, Ximbi. esta coisa de querer vender a todo o custo chega a provocar um mal estar social veja que "todos" ficamos com calafrios ao ver a referida manchete!

Mas arazão é que já estamos antes atento em ver o que lhe vai acontecer com as (in)verdades que propala...

Julio Mutisse disse...

O país dos "mártires" é este. Aqui sempre teorizamos sobre muita coisa e vemos sempre razões para temer pela vida dos outros. Agora é Azagaia que capitalizará isso até a exaustão; um tipo que se cair nas escadas logo se pensará que a FRELI o empurrou, se for apagado por criminosos como acontece a muitos moçambicanos será essa mesma frelimo. Epa. Cansa.

Reflectindo disse...

O comentário do Mutisse obriga-me a ler esta postagem repetidas vezes. Será que estou a ler mal?

Anónimo disse...

Por acaso até cansa quererem deitar-nos areia nos olhos...
Sabe, convém mesmo ter segurança pessoal se você for uma figura pública que critique construtivamente o que de mal vai no país, ou que fale abertamente na imprensa ou aos órgãos de informação sobre sindromas tais como a corrupção,o nepotismo,o abuso de autoridade ou poder, etc.
A maioria do povo, apesar de não ter uma formação académica superior, de ignorante nada tem.
Existe muita gente com a sabedoria da vida, que a experiência do dia a dia lhes transmitiu.
Maria Helena

Anónimo disse...

Bom, para quem não sabe, Azagaia é filho mais Cabo-Verdiano do que Moçambicano.
Todas as suas origens sanguineas estão em Cabo-Verde.
Julio, se este atrasa-se a um espectáculo é capaz até de culpar a Frelimo, se perdesse o voo em Luanda, o culpaso seria o MPLA.
Ele que vá fazer das suas em Cabo Verde e nos deixe em PAZ.

Vanda

Anónimo disse...

Não acho correcto mandar-se o homem para Cabo Verde.
Existem muitos Moçambicanos a viver em vários países do mundo, outros até com a dupla nacionalidade (não vejo problema nisso), com direito a opinar e a exigir os seus direitos... de certeza que o Azagaia tem a nacionalidade Moçambicana, por naturalização/aquisição ou outro, mas de certeza que obteve a mesma obedecendo aos parametros que regem a lei da nacionalidade.
Mandá-lo 'passear' tem muito pouco de democrático.
Manuel Egídio

Reflectindo disse...

Ainda não estou entendendo em que este texto provocou a Mutisse e Vanda embora o discurso fortaleça a minha percepção em certas pessoas.

Agora que a/o Vanda me explique o que faz de Azagaia um cabo-verdiano. Quem faz essas definicões?
Do que já li é que Edson nasceu em Maputo de pai cabo-verdiano e mãe moçambicana. Sendo isto uma verdade, será que Edson da Luz não é moçambicano de origem nos termos da Constituição da República?

Agora, a/o Vanda pode me explicar se está em curso qualquer coisa de limpeza étnica em Moçambique, onde vai-se procurar a origem dos descendentes de cada um? Isto é vamos a identificacão de mocambicanos puros? E o que é ser mocambicano puro?

Mais uma vez registei este discurso e não venham negar quando eu for apontá-lo em discussões. Como moçambicano exijo a origem da "filosofia vandiana".

JOSÉ disse...

Azagaia continua a despertar as mais variadas emoções.

Curiosa a teoria da vitimização com roupagem nova.

Azagaia nasceu em Moçambique e assume-se como moçambicano, portanto não pode haver dúvidas, ele é mesmo moçambicano. Quando insinuam que Azagaia é cabo-verdiano isso só pode ser uma tentativa grosseira de reeditar a treta do moçambicano originário. É a tal mania de alguns espertalhões quererem ser a todo o custo mais moçambicanos do que os outros.

Estamos muito atentos a este tipo de dislates!

Matsinhe disse...

"Ora, por ser o individuo sem papas na lingua, a integridade fisica de Azagaia é alvo de preocupação, quer por parte dos "contigentes" que o seguem como dos outros tantos que devem torcer para que lhe falte inspiração." Isto está no post que comentamos. Reflectindo não leu?

Este mesmo tipo foi criticado por muitos nestes fóruns especialmente dos membros do partido no poder, a FRELIMO, que o acusaram de ser "instrumentalizado" pela oposição moçambicana, como um "simples intérprete" coisa que o "rapper" sempre minimizou como sendo para "desencorajar as outras pessoas, sobretudo os músicos da sua geração a não seguirem o mesmo caminho que o meu". Qual não é o espanto e ele está nas listas a DEPUTADO do MDM, liderado por Daviz Simango e sustentado por muitos que EMULARAM o "talento" de Azagaia nos seus blogs publicitando a sua música como a mais mais, como se crítica no RAP estivesse a começar com Azagaia, esquecendo GPRO, Estaka Zero, Trio Fam (na música da Zaida por exemplo) que também poderiam ser alvos do "poder".

Reflectindo esqueceste desta tirada "querem me silenciar" que o próprio Azagaia um dia usou? Achas que não há motivos para cansaço com estas palhaçadas.

No Blog do profesor Serra houve comentários do género "Eu vos saúdo, com admiração! Quem sera o proximo a juntar-se a Machel, Cardoso e Siba-Siba, veja, um se cada geracao, falta um da geracao da independencia, sera Azagaia ou qualquer outro?" Epa cansa mesmo e eu tb

Anónimo disse...

Não vejo resposta a nenhum dos comentários por parte da autora deste blogue.
Porque será?
Manuel Egídio

Reflectindo disse...

Caro Manuel Egídio

Autora do blog ou seja do artigo não está por agora disponível para dar qualquer "feedback" aos comentários. Sou colaborador deste blog, mas não autor do texto.

A discussão pode continuar. Eu vou reagindo ao que posso e já estou fazendo aqui e no Reflectindo.

Um abraco

Ximbitane disse...

Caros, como diz o Reflectindo, estou impossibilitada de poder interagir convosco. De qualquer das maneiras, alegra-me que o debate flua neste espaço meu (porque sou eu quem coloca os posts) e vosso (porque sao voces que interagem comigo).

Vendo o rumo do debate, que sempre deixo correr nas direcçoes que ele toma, pela primeira vez, na minha historia de blogger, vou dizer qual foi a minha pretensão ao postar "A seta do Azagaia".

A seta, no post, tem o valor do "manguito" que o rapper "mandou" ao vivo e a cores em canal televisivo que nao importa aqui referir. Agora, quanto ao rumo que esta a tomar, mesmo que eu estivesse presente, nao iria tecer nenhum comentario.

O que guardo de bom, do debate, é que eu nao sabia dessa veia cabo-verdiana do Azagaia, que quanto a mim nao me faz mais moçambicana que a ele.

Abraço fraterno,

Ximbitane

Anónimo disse...

E se fosse o MC Roger a mandar o Manguito, qual seria a reacção dos demais?

Como é Azagaia, não se pode criticar.
Quem se atrever a criticar o Azagaia será rotulado como contra a democracia.

Ximbi, cuidado conotarem-te como antidemocrata.

Anónimo disse...

Este jovem está a ficar embriagado com a fama.

Quanto a mim, ele e o MC Roger não tem diferença.

MC Roger bajula Guebuza, por isso não sai do gabinete da primeira dama.
E o Azagaia bajula o Daviz, por isso até o pos como candidato a deputado pela provincia da Maputo.

São todos lambe botas

Anónimo disse...

Ja repararam que todos aqueles que atrasam nosso país são "MOÇAMBICANOS DE GEMA"?

O mano Azagaia para mim é mais importante que qualquer, isso mesmo, qualquer figura politica moçambicana depois de 1986!

Melhor se limitarem a ameaçar o Mano Azagaia e mais tarde saiam do poder, porque se um dia tocarem nele, o Povo do Azagaia vai vos proporcionar dôr pior que aquela que houve em "Auswitch".

Vanda e Mutisse, enquanto o povo moçambicano foi feito a imagem de Deus, vocês foram feitos a imagem de Lucifer! Deixem o Azagaia e o povo em Paz.

Vanda e Mutisse, cumprimentos aos vosso chefes!

Ass:
Emigrante Moçambique