terça-feira, 20 de abril de 2010

Último desejo

Júlia é uma compatriota moçambicana, quis o destino, averso como só ele sabe ser, violada, há tempos idos, por 8 homens, no bairro do Zimpeto. Sim, 8 homens tarados, com mente maquiavélica, perversa e diabólica, que decerto vivem na maior paz e tranquilidade com a sua própria consciência quanto a esse feito.

Quis o destino, sempre ele, que desse acto impiedoso, sem desculpa, sem tamanho, breve, com uma infinidade de adjectivos revoltantes, Júlia contrai-se o vírus do HIV. Apesar de ser do conhecimento de “quem de direito”, de nenhuma forma Júlia foi ressarcida por acto tão barbaro moral, psicológico ou mesmo financeiramente.

Vivendo da boa vontade da irmã, sem energia para qualquer outra luta, Júlia vive o dilema de não ter uma casa onde deixar seus filhos menores pois bate-se com sua própria progenitora por um espaço que em principio crê ser seu. Este cenário é realmente sui generis numa das relações mais sólidas da Humanidade que é entre mãe e filho.

Consciente de que os seus dias nesta terra estão em número finito, devido ao seu debilitado estado de saúde, na última volta da corrida que está a perder, como último desejo, Júlia implora que alguma alma caridosa ou instituição ofereça um tecto para albergar os seus petizes quando ela não mais os poder guardar debaixo do seu olhar...

4 comentários:

Domingos Bihale disse...

Como a Julia ha tantas pessoas. Mas, essa da Julia e profundamente triste. Lamentavelmente nem todos os sentem que podem fazer alguma coisa podem faze-lo e os que podem fazer o sentem. E assim Ximbitane. Sao Estorias da Vida.

Chacate Joaquim disse...

Fiquei extremamente comovido com a situação e as circunstâncias que deixaram Júlia na quele estado! Mas os que tem essa sensibilidade não tem poder para ajudar niguém! já viu como o programador da vida na terra é desprogramado Ximbi? Doi ver outro ser a sofrer sem poder fazer patavina...

Ximbitane disse...

Bihale, concordo consigo quando diz que como Julia, muitas outras pessoas existem. Mas, meu amigo Bihale, conhece e pode dar como exemplo a historia de uma mulher que tenha sido sucessivamente violada por 8 homens neste pais? Decerto que nao!

No meu ponto de vista, Julia nem devia estar exposta às pessoas. O raio do maldito "quem de direito" deveria tomar uma atitude que dignificasse os impostos que todos nos pagamos, desde a assistencia sanitaria à psicologica e mesmo financeira.

Ximbitane disse...

Justamente, Chacate: quem tem sensibilidade muito pouco pode fazer! Quanto ao "desprogramador", hitakuhine? C'est la vie!