terça-feira, 30 de junho de 2009

Pecados da lei

Quem cuida das crianças
é a mulher
Quem lava, passa e arruma
é a mulher
Quem faz as coisas todas
é a mulher
Pois é, pois é
Pois é, pois é
E o homem sem-vergonha é quem bate na mulher
Pois é, pois é
Pois é, pois é
E o homem sem-vergonha é quem bate na mulher*


Esta recordação adaptada (mal me lembro do autor, da letra integral e do titulo da musica, as minhas sinceras desculpas por tal) surge no contexto da aprovação, pela Assembleia da Republica, do Projecto de Lei contra a violência doméstica. Tendo se reconhecido a Mulher como principal vitima, esta lei peca por se ter esquecido que, actualmente, o Homem também é "batido".

* Tera sido o tio Turutão?

14 comentários:

Nero Kalashnikov disse...

Pecados da lei
Quem paga escola pras crianças
é o homem
Quem paga energia, água e telefone
é o homem
Quem paga as contas todas
é o homem
Pois é, pois é
Pois é, pois é
E a mulher sem-vergonha ainda bate no homem
Pois é, pois é
Pois é, pois é
E esta mulher sem-vergonha ainda bate no homem

Qual lei contra violência feminina, qual quê. Essa lei é inconstitucional porque discrimina as pessoas em razão do sexo.

X!mb!t@nE disse...

Woza! Estamos juntos, Nero! Apesar de ser mulher, não concordo com essa Lei, é um passo para frente e dois para tras.

PS: Hawena pah, nos pagamos escola das crianças, agua, luz, telefone, compramos extensoes, unhas de gel e ainda pagamos outras contas. Tambem batemos nos homens de vez em quando, hehehehehe, e a lei nada diz!!!

Nero Kalashnikov disse...

Pois. Claro está! As mulheres, à semelhança dos homens, pagam contas e suportam despesas domésticas. Entretanto, a lei atropela esta realidade e coloca a mulher do lado mais fraco da corda bamba (qual ser indefeso e incapaz por natureza), punindo a violência masculina como se a feminina fosse carinho. Ah não... Nada pah... Virei cá mais vezes

Nyikiwa disse...

Mana e Nero,
Concordo em género, número e grau convosco!

Essa lei peca exactamente por considerar apenas um dos pólos da questão. As pessoas que trabalharam nessa lei deviam escutar e perceber a música do Yuri da Cunha, que desconheço o título, mas tem um trecho interessante e elucidativo: ”tem mulher que bate no homem tem, tem um homem que bate na sua mulher”.

Júlio Mutisse disse...

Não conheço o texto final, mas se é similar ao que vi há anos.... então concordo convosco. Parece uma lei escrita por alguém com traumas de ter levado muita porrada na vida.

Nero Kalashnikov disse...

"Parece uma lei escrita por alguém com traumas de ter levado muita porrada na vida" Júlio Mutisse (sic). Agora deixem-me rir, ahahahahah, Júlio, não faça-lá isso... Não é que parece mesmo!! E certamente que não foi um homem que terá levado a sova, senão seria lei contra violência feminina

Nelson disse...

Essa coisa de nossas leis serem feitas "em cima do joelho".
Ai gente! Queria ser mulher, dar porada no homem e a lei nao mexer comigo(comiga) ... hehehehehe.....

X!mb!t@nE disse...

Heheheeh, Nero, apesar de alguns excessos, neste caso concordo contigo. Nada mesmo!

X!mb!t@nE disse...

So podias concordar sob pena de não mais seres minha irmã, Nyikiwa. Que absurdo, e elas a cantarem feito baratas tontas

X!mb!t@nE disse...

Se é ou não é a tal versão, em muito não tera sido alterada. Mas que a mulher é senhora e dona dessa lei, la isso ela é, Mutisse

X!mb!t@nE disse...

Oh, oh, rapazes (Nero e Mutisse), comportem-se, tenho a lei a defender-me, hehehehehhe

X!mb!t@nE disse...

Nelson, em cima do joelho? Em plena AR? E ninguem apitou ou cantou? Tenham piedade!!!

Nelson disse...

Mana, uma lei que nao mexe com interesses partidarios como essa ai, nunca provoca dancas, canticos e apitadelas. Emcima do joelho custuma significar as pressas eu estou usando significando muito mais que isso.

X!mb!t@nE disse...

Dançaram que eu vi, mano! E não foram so elas, outras também juntaram-se ao coro